♂Saúde ♀ diversas categorias - dicas♀

♂Saúde ♀ diversas categorias - dicas♀

Pesquisar

Postagem em destaque

Por quê as pessoas enjoam?

Cinetose é a causa de enjoos durante longas viagens "O popular "Mal do Movimento" pod...

SDCD



Mostrando postagens com marcador fármacos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador fármacos. Mostrar todas as postagens

Orlistate

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Orlistate
Alerta sobre risco à saúde
Orlistat.svg
Nome IUPAC(S)-((S)-1-((2S,3S)-3-hexyl-4-oxooxetan-2-yl)tridecan-2-yl) 2-formamido-4-methylpentanoate
Identificadores
Número CAS96829-58-2
PubChem3034010
DrugBankAPRD00255
ChemSpider2298564
Código ATCA08AB01
Propriedades
Fórmula químicaC29H53NO5
Massa molar495.71 g mol-1
Farmacologia
Via(s) de administraçãovia oral
Metabolismono trato gastrintestinal
Meia-vida biológica1 a 2 h
Ligação plasmática>99%
Excreçãofecal
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

O orlistate, orlistato ou orlistat é um fármaco utilizado no tratamento da obesidade. Produzido peloStreptomyces toxytricini tem a propriedade de impedir a atuação das lipases do tubo intestinal e assim diminui a absorção de gorduras.1 Orlistate não é considerado um supressor da fome pois atua de modo diferente, atingindo as enzimas pancreáticas e gástricas responsáveis pela digestão da gordura. Deste modo, os lipídeos necessitam sair pelo ânus, arrastando consigo uma série de vitaminas e causando flatulência, desconforto, fezes oleosas e forte odor desagradável.2
É utilizado no combate ao peso, juntamente com diéta hipocalórica, pois impede a absorção de até 30% de toda gordura ingerida pelo organismo, não produz efeitos como outros produtos que auxiliam na perda de peso, como dependência química e danos cerebrais. Somente indicado para obesos com IMC igual ou superior a 30 kg/m2 e para aqueles com IMC menor ou igual a 28 kg/m2 com algum risco associado.3
Dois estudos realizados com placebo que duraram 2 anos, mostrou que uma dose de 120 mg três vezes ao dia associado a dieta hipocalórica promoveu perda de peso de 8,7 e 10,2% em comparação com 5,8 e 6,1% nos paciente que recebiam placebo e faziam dieta. Os estudos envolveram mais de 1500 pessoas.4 Após um ano de tratamento, cerca de 57% dos pacientes a tomar Xenical perderam 5% do peso corporal total, contra 31% dos pacientes a quem foi administrado o placebo.5

Indicações

  • Obesidade com outras medidas (dieta, exercício)
  • Preparação para cirurgia em casos de obesidade mórbida.

Mecanismo de acção

Inibe a enzima lipase libertada pelo pâncreas (lipase pancreática). Esta enzima é responsável pela degradação da gordura ingerida no intestino. Sem a sua acção a gordura é evacuada com as fezes. O seu uso por bactérias da flora normal intestinal leva à produção de metano e outros gases, que provocam dores e flatulência.





Efeitos úteis


Xenical
 Um novo medicamento não-anfetamínico, o Xenical (Orlistat), causa menos efeitos colaterais e não causa dependência química, porém causa problemas gastrointestinais em 91% dos casos e renais em mais de 33% dos casos.9
Reduz a quantidade de gordura absorvida no intestino. Perda de peso até 10% em 6 meses. Redução doLDL ("mau" colesterol).

Efeitos adversos

Comuns:
  • Problemas gastrointestinais (91% dos casos) 6
  • Problemas renais 7
  • Diarréia ou Incontinência fecal.
  • Esteatorreia (tipo de diarreia gordurosa que fica colada à cerâmica da sanita)
  • Dor abdominal
  • Flatulência
  • Redução dos níveis das vitaminas lipossoluveis (A, D, E e K).
  • Cefaléia
Também pode causar severos problemas no fígado.8

Interações medicamentosas

Hábitos saudáveis

Embora existam muitos remédios que auxiliam no tratamento da obesidade somente hábitos saudáveis como a prática regular de exercícios físicos e uma alimentação balanceada podem ajudar na mudança efetiva da sua vida.

Referências

  1. Ir para cima SILVA, Renato Souza de. et. al. Cuidados Pré e Pós Operatórios na Cirurgia da Obesidade. São Paulo: Age Editora, 2005
  2. Ir para cima SIZER. Frances Sienkiewicz. et. al. Nutrição: conceitos e controversias. 8. ed. Barueri: Manole, 2003
  3.  Ir para:a b c d e f Ficha Técnica do Xenical na AEMPS
  4. Ir para cima RANG. H. P. et. al. Farmacologia. Tradução da 5. ed. americana. Elsevier.ISBN 853521368-6
  5. Ir para cima Benefícios do Xenical.
  6. Ir para cima Torgerson J, Hauptman J, Boldrin M, Sjöström L (2004). "XENical in the prevention of diabetes in obese subjects (XENDOS) study: a randomized study of orlistat as an adjunct to lifestyle changes for the prevention of type 2 diabetes in obese patients". Diabetes Care 27 (1): 155–61
  7. Ir para cima http://archinte.ama-assn.org/cgi/content/extract/171/7/703
  8. Ir para cima [1]

comente aqui  

 

Seguidores


buscas populares …apareça nas buscas… cadastre seu web site aqui…/buscas populares…alô negócios !!!…
|| Пост!Featured on Hometalk.com