♂Saúde ♀ diversas categorias - dicas♀

♂Saúde ♀ diversas categorias - dicas♀

Pesquisar

Postagem em destaque

Por quê as pessoas enjoam?

Cinetose é a causa de enjoos durante longas viagens "O popular "Mal do Movimento" pod...

SDCD



Mostrando postagens com marcador dores. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador dores. Mostrar todas as postagens
RIZOTOMIA LOMBAR
 


Saiba como a rizotomia trata dores de coluna

Autoria: LUIZA HELENA COUTINHO RIBEIRO 
13/11/2012 
Rizotomia para tratar de dores na coluna. Esse é o tema de uma notícia publicada pela Folha WEB, referindo-se a um tipo de procedimento em que alguns dos nervos responsáveis pela dor são “queimados” por meio de agulhas ligadas a um equipamento que emite calor e pulsos elétricos. 


Segundo o texto, a rizotomia é indicada para quando há desgaste da articulação. Nesse caso, o motivo da ocorrência, segundo a reumatologista Luiza Helena Ribeiro, membro da Comissão de Coluna Vertebral da SBR, a articulação zigoapofisaria, também conhecida como facetaria, pode evoluir para um quadro de desgaste ou degeneração por alterações na cartilagem articular que ocorrem, principalmente, por sobrecarga sobre a articulação. Como resultado, diz Luiza, tem-se a artrose.


Referindo-se especificamente à rizotomia, Luiza explica que o procedimento, também denominado denervação facetária ou zigoapofisária, consiste na lesão térmica provocada no nervo responsável pela inervação de tal articulação. “É um ramo do nervo espinhal que se subdivide, formando o ramo dorsal. Essa lesão térmica do nervo é realizada através da  emissão de ondas de calor em pulsos, num mecanismo conhecido como radiofrequência”, diz Luiza, informando ainda que, menos frequentemente, se pode utilizar agentes químicos para induzir a lesão química desses ramos nervosos.


Sobre a credibilidade do procedimento, a reumatologista disse que é grande, já que há vários estudos que já avaliaram sua efetividade “e, a partir deles, revisões sistemáticas que apontam para um bom nível de evidência que a denervação facetária por radiofrequência é efetiva no tratamento da lombalgia, cujo lugar de origem é a articulação facetária ou zigoapofisária.


Quanto aos benefícios advindos da rizotomia, Luiza explica que, conforme as evidencias científicas, seriam a melhora da dor e da função da coluna (capacidade de realizar as atividades do dia a dia). Os trabalhos demonstram efetividade a curto e médio prazo, diz Luiza.


Diz ainda a reportagem da Folha WEB que o procedimento de rizotomia percutânea existe, mas não pode ser realizado. Esclarecendo essa questão, Luiza explica que o termo “percutâneo” é utilizado para denominar qualquer procedimento não invasivo, utilizando-se uma agulha que ultrapasse a pele e chegue ao local predeterminado, sem a necessidade de cortes ou cirurgias abertas. “Ou seja, a rizotomia ou denervação facetária é um procedimento percutâneo, por isso chamado minimamente invasivo”, diz Luiza.



Jornalista Responsável: Maria Teresa Marques
 fonte:
 http://www.reumatologia.com.br

comente aqui
 

 Dores crônicas causam depressão





"Dores crônicas causam depressão"
"Quadro pode persistir por mais de três meses"



fonte:
minhavidamsn



Dores crônicas causam depressão

Dores de cabeça constantes? Pode ser DTM "

" Roer unhas e mascar chicletes causam desvios nos músculos faciais "




Dor de cabeça constante, grande incômodo ao mastigar, zumbido no ouvido e irritabilidade fácil são sintomas de um problema pouco conhecido, mas que apresenta, só no Brasil, sete milhões de novos casos por ano. A disfunção, conhecida como DTM, está entre as que mais colaboram com a queda na qualidade de vida e se torna um tormento, principalmente para as mulheres.

O prato preferido perde o sabor, comer vira quase um sacrifício e o forte incômodo movido pelas dores de cabeça parece não ter fim. Mas esses sintomas têm nome e apesar de apresentar um diagnóstico, quase sempre tardio, pode ser facilmente descoberto por um especialista. "DTM é a abreviatura de Disfunção Temporomandibular. O problema atinge os músculos que realizam os movimentos da boca e as articulações envolvidas em tais movimentos, elas são conhecidas como articulação Temporomandibular (ATM)", diz o cirurgião-dentista Antônio Sérgio Guimarães, coordenador do Ambulatório de Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial do Instituto da Cabeça, órgão ligado ao Hospital São Paulo/UNIFESP/EPM

O desvio pode ser causado por diversos fatores, entre eles estão mascar chicletes e roer unhas. Além disso, o bruxismo - ranger dos dentes à noite e a pressão (apertá-los) durante o dia- também é considerado um dos principais fatores que podem causar DTM.

"Quanto mais a pessoa demora para ter o diagnóstico correto sobre a doença, mais ela sofre, sem nem mesmo saber o motivo disso. O pior é que a situação só se agrava, visto que muitos problemas surgem e aumentam com movimentos errados diários que as pessoas continuam repetindo sem saber dos perigos que esses maus hábitos acarretam", explica o cirurgião-dentista.

Entre os principais males que a disfunção apresenta estão as fortes e constantes dores de cabeça, que vêm acompanhadas de dificuldade para movimentar a boca e cansaço ao mastigar, além de pequenos estalos próximo as orelhas no momentos de abrir e fechar a boca.

"Assim que uma pessoa reconhecer um desses sintomas é importante procurar um especialista da área, neste caso o dentista especializado em disfunção Temporomandibular e dor Orofacial. É importante frisar que é essencial a procura por ajuda, já que o uso excessivo de remédios pode controlar a dor de cabeças por alguns instantes, mas não faz nenhum sucesso com a disfunção.

Mesmo com poucos estudos que envolvam a DTM, é comprovado que as mulheres são as mais afetadas pelo problema. Mundialmente, as mulheres entre 18 e 45 anos são o grupo mais comum entre estes pacientes: há nove mulheres para cada homem com o problema. Os especialistas ainda investigam uma explicação para isso. Vale lembrar que não existe uma relação direta entre as DTM e variações de posição ou mesmo falta de dentes.

O tratamento para acabar com a Disfunção Temporomandibular varia dependendo do grau de problema que a pessoa apresenta, mas exercícios estão entre os mais usados. "Entre as formas de tratamento estão os exercícios que colaboram com os erros cometidos pelas pessoas, o relaxamento muscular e compressas. Outra parte importante do tratamento é o controle da ansiedade e da depressão, já que esses problemas colaboram em muito para o desenvolvimento da DTM."

Seguidores


buscas populares …apareça nas buscas… cadastre seu web site aqui…/buscas populares…alô negócios !!!…
|| Пост!Featured on Hometalk.com