♂Saúde ♀ diversas categorias - dicas♀

Pesquisar

categories

Mostrando postagens com marcador saúde. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador saúde. Mostrar todas as postagens

12 (doze) passos / parar de fumar


...



Os Doze  Passos De Fumantes  Anônimos

Admitimos que éramos impotentes perante a nicotina - que tínhamos perdido o domínio sobre nossas vidas.
Viemos a acreditar que um Poder Superior a nós mesmos poderia devolver-nos à sanidade.
Decidimos entregar nossa vontade e nossas vidas aos cuidados de Deus, como nós O compreendíamos. Oração do Terceiro Passo
Fizemos um minucioso e destemido inventário moral de nós mesmos.
Admitimos perante Deus, perante nós mesmos, e perante outro ser humano a natureza exata de nossas falhas.
Prontificamo-nos inteiramente a deixar que Deus removesse todos esses defeitos de caráter.
Humildemente rogamos a Ele que removesse nossas imperfeições.
Fizemos uma relação de todas as pessoas que tinhamos prejudicado, e nos dispusemos a reparar os danos  a elas causados.
Fizemos reparações diretas a tais pessoas, sempre que possível, exceto quando fazê-lo significasse prejudicá-las ou a outrem.
Continuamos a fazer o inventário pessoal e, quando estavamos errados, nós o admitíamos prontamente.
"Procuramos, através da prece e da meditação, melhorar o nosso contato consciente com Deus, da maneira como nós O compreendiamos, rogando apenas o conhecimento de Sua vontade em relação a nós e forças para realizar esta vontade."
"Tendo experimentado um despertar espiritual como resultado deste passos, procuramos levar esta mensagem ao usuário de nicotina, e praticar estes princípios em todas as nossas atividades."

"(NdoE)": "Os Doze Passos foram reeditados e

adaptados com a autorização de Alcoholics

Anonymous World Services Inc. A autorização

de

imprimir e adaptar os Doze Passos não implica

que o AA tenha qualquer relação com este

programa. AA é um programa de recuperação

do

alcoolismo: o uso dos Doze Passos em

programas

e atividades inspiradas no AA, mas que têm

outras finalidades, não implica nenhum tipo de

endosso."












comente aqui 


Share:

Microcefalia, o que vem a ser?

Microcefalia

Microcefalia (do grego mikrós, pequeno + kephalé, cabeça) é uma condição neurológica em que o tamanho da cabeça e/ou seu perímetro cefálico occipito-frontal (OFC) é dois ou mais desvios padrão abaixo da média para a idade e sexo. 

Também chamada de nanocefalia, diferenciam-se diversas formas de manifestações clínicas e etiologias. 

A microcefalia verdadeira pode ser familiar e não necessariamente associada ao retardo mental 
distingue-se das cranioestenoses e de anomalias específicas ou déficits do crescimento cerebral, que, quer pelo pequeno tamanho da caixa craniana, quer pelo reduzido desenvolvimento do cérebro, é uma das causas deoligofrenia (déficit intelectual).







veja, conteúdo completo:

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Microcefalia
Tomografia da cabeça. Esquerda: normal. Direita: microcefalia
Classificação e recursos externos
CID-10Q02
CID-9742.1
DiseasesDB22629
Microcefalia (do grego mikrós, pequeno + kephalé, cabeça) é uma condição neurológica em que o tamanho dacabeça e/ou seu perímetro cefálico occipito-frontal (OFC) é dois ou mais desvios padrão abaixo da média para a idade e sexo. [1] [2] Também chamada de nanocefalia, diferenciam-se diversas formas de manifestações clínicas e etiologias. A microcefalia verdadeira pode ser familiar e não necessariamente associada ao retardo mental [3] [4]distingue-se das cranioestenoses e de anomalias específicas ou déficits do crescimento cerebral, que, quer pelo pequeno tamanho da caixa craniana, quer pelo reduzido desenvolvimento do cérebro, é uma das causas deoligofrenia (déficit intelectual).[5] [6]

Etiologia

A microcefalia pode ser congênita, adquirida ou desenvolver-se nos primeiros anos de vida. Pode ser provocada pela exposição a substâncias nocivas durante o desenvolvimento fetal ou estar associada com problemas ou síndromes genéticas hereditárias.
Um bebê com microcefalia (à esquerda) em comparação com um bebê normal
Diversos fatores podem predispor o feto a sofrer os problemas que afetam o desenvolvimento normal da caixa craniana tanto durante a gravidez quanto nos primeiros anos de vida. Assim, as causas são divididas em duas categorias:[7]
Congênitas
Pós-natais
Observe-se que apesar da associação estatisticamente significativa da ocorrência de microcefalia em neonatos de mães diabéticas [17] ao contrário das crianças pequenas para idade gestacional, como assinala Philip [4] , os filhos de mães diabéticas apresentam um perímetro cefálico dentro dos limites normais, sendo, portanto relativa e aparente, a cabeça pequena em relação ao restante do corpo (macrossômico).
Entre as síndromes que frequentemente apresentam microcefalia pode se identificar as anomalias cromossômicas: S. de trissomia 13 (Síndrome de Patau); S. de trissomia 18 (Síndrome de Edwards); Síndromes 4p, 4p-, 5p- , 13q; S. da trissomia 10q parcial e diversas outras síndromes com etiologia mais ou menos conhecidas, a saber: S. de BloomS. de Coffin-Siris ; S. de Cornelia de Lange; S. de DeSanctis-CacchioneS. de Dubowitz ; S. de Johanson-BlizzardS. de Langer-GiedionS. de Meckel-GruberS. de Miller-DiekerS. de Pena-Shokeir IIS. de Roberts;S. de RuvalcabaS. de Seckel; S. de Sprintzen; S. de Smith-Lemli-Opitz[9] Síndrome de Rett[18]

Rubéola e outras infecções congênitas

Para Silva, 2000 [19] entre os agentes vivos causadores de microcefalia estão: o citomegalovirus e o seu parente (Família: Herpesviridae) o vírus da herpes (simples), o vírus da rubéola e o protozoário Toxoplasma gondii. O vírus da imunodeficiência humana (HIV), segundo esse autor, está associado a uma forma de microcefalia adquirida que assim com as demais alterações neuropatológicas só se evidenciam meses ou anos após o nascimento.
No Brasil, suspeita-se que a entrada do vírus Zika tenha se dado durante a Copa do Mundo de 2014, quando o país recebeu turistas de várias partes do mundo, inclusive de áreas atingidas de forma mais intensa pelo vírus, como a África — onde surgiu — e a Ásia. No primeiro semestre de 2015, já havia casos confirmados em estados de todas as regiões do país. Com sintomas mais brandos que os da dengue e os da febre chicungunha (doenças também transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti), a febre Zika chegou a ser ignorada pelas autoridades de saúde; porém estudos indicam uma associação do vírus a casos de microcefalia congênita e síndrome de Guillain-Barré, condições raras que aumentaram de maneira incomum no país no ano de 2015.[15] [20] [21][22] [23]
Com relação à microcefalia, o risco maior da infecção pelo Zika se dá na fase de desenvolvimento do córtex cerebral do feto, ou seja, os primeiros quatro meses de gravidez. No início da gestação, o vírus pode causar lesões no cérebro e interferir em fases do desenvolvimento do encéfalo. Não necessariamente uma grávida infectada pelo vírus Zika terá um bebê com microcefalia, porém estudos apontam um risco relevante, então se faz imprescindível o acompanhamento pré-natal para as gestantes, muito embora os danos causados no cérebro do feto em caso de microcefalia sejam irreversíveis.[16]

Sinais e sintomas

Dependendo da causa a microcefalia pode apresentar-se como anomalia isolada ou associada a outros problemas de saúde em manifestações sindrômicastipo: paralisia cerebralepilepsia, déficits de visão e audição retardo no desenvolvimento no desenvolvimento cognitivo, motor e fala. [24]
O principal sintoma é o perímetro da cabeça menor ou igual a 32 cm (o tamanho normal é entre 33 e 36cm, crescendo 7 a 8cm no primeiro ano de vida).[25] O espaço reduzido para o cérebro se desenvolver pode resultar em [26] [27] :
  • Sério déficit intelectual;
  • Atraso no desenvolvimento de movimentos e da linguagem;
  • Dificuldade de coordenação motora e equilíbrio;
  • Prejuízo no desenvolvimento do resto do corpo;
  • Convulsão;
  • Hiperatividade;
  • Menor estatura, possivelmente nanismo.
Quanto menor o perímetro, maior o atraso no desenvolvimento. O conjunto de manifestações sindrômicas dependerá das área cerebrais lesadas durante o desenvolvimento do processo patológico [28]

Tratamento

Depende da causa primária, mas não há cura. A intervenção precoce com terapias de suporte, tais como terapias da fala e ocupacional, podem auxiliar odesenvolvimento infantil e melhorar a qualidade de vida. [29] . Também é possível fazer uma cirurgia, nos dois primeiros meses de vida, para separar os ossos do crânio para evitar a compressão que ele exerce no cérebro[30]

História

Pessoas com microcefalia foram algumas vezes vendidas para "shows de horrores" na América do Norte e na Europa no século 19 e no começo do 20, onde eram conhecidos como "pinheads", cabeças de alfinete em inglês. Muitos eram apresentados como pertencentes a outras especies (e.g., "monkey man", homem macaco em inglês) e descritos como um elo perdido.[31]

Ver também

Referências

  1. Ir para cima OPITZ, J. M.; HOLT, M. C. (1990). "Microcephaly: general considerations and aids to nosology". J Craniofac Genet Dev Biol 10 (2): 75–204. PMID 2211965 Abstract
  2. Ir para cima MACCHIAVERNI, Luzita M. L.; BARROS FILHO, Antonio A.. Perímetro cefálico: por que medir sempre. Medicina (Ribeirao Preto. Online), Brasil, v. 31, n. 4, p. 595-609, dez. 1998. ISSN 2176-7262. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/7730>. Acesso em: 01 jan. 2016. doi:http://dx.doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v31i4p595-609.
  3. Ir para cima LIMA, Celso Piedemonte de. Genética Humana. SP: Harbra, 1996 ISBN 85-294-0033-X p.188
  4. ↑ Ir para:a b PHILIP, Alistair G. S. Neonatologia. RJ: Guanabara Koogan, 1979
  5. Ir para cima Leviton, A.; Holmes, L. B.; Allred, E. N.; Vargas, J. (2002). "Methodologic issues in epidemiologic studies of congenital microcephaly". Early Hum Dev 69 (1): 91–105. doi:10.1016/S0378-3782(02)00065-8.
  6. Ir para cima LOPES, Daniela Vincci. Microcefalia. Fisioneuro Pesquisa Aces. Dez. 2015
  7. Ir para cima Ashwal, S.; Michelson, D.; Plawner, L.; Dobyns, W. B. (2009). "Practice Parameter: Evaluation of the child with microcephaly (an evidence-based review)". Neurology 73 (11): 887–897. doi:10.1212/WNL.0b013e3181b783f7.
  8. Ir para cima MENA K, Maria et al . Síndrome fetal alcohólico (S.F.A). Rev. chil. pediatr., Santiago , v. 53, n. 1-6, p. 127-133, dez. 1982 . Disponível em <http://www.scielo.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0370-41061982000100015&lng=pt&nrm=iso>. acessos em 31 dez. 2015. http://dx.doi.org/10.4067/S0370-41061982000100015.
  9. ↑ Ir para:a b SMITH, David W. Síndromes de malformações congênitas. SP: Manole, 1985 p.635
  10. Ir para cima HADEED, A.J.; SIEGEL, S. R. Maternal cocaine use during pregnancy: effect on the newborn infant. Pediatrics. 1989 Aug;84(2):205-10. Abstract Aces 1/1/2016
  11. Ir para cima KESROUANI, A et al. Pathologic and laboratory correlation in microcephaly associated with prenatal cocaine exposure. Early Human Development , Volume 63 , Issue 2 , 79 - 81 Abstract Aces. 1/1/2016
  12. Ir para cima ARORA, Mala; SHARMA, Alok. A Practical Guide to First Trimester of Pregnancy. New Delhi: JP Medical Ltd, 2014 Google Books Aces. 1/1/2016
  13. Ir para cima McElrath TF, Allred EN, Kuban K, et al. Factors associated with small head circumference at birth among infants born before the 28th week. American journal of obstetrics and gynecology. 2010;203(2):138.e1-138.e8. doi:10.1016/j.ajog.2010.05.006. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2989671/ Aces. 1/1/2016
  14. Ir para cima Teratology in the Twentieth Century Plus Ten
  15. ↑ Ir para:a b "Ministério da Saúde confirma relação entre microcefalia e o zika vírus". G1. Consultado em 28 de novembro de 2015.
  16. ↑ Ir para:a b "Entenda o que é a microcefalia e como se proteger do surto". G1. Consultado em 28 de novembro de 2015.
  17. Ir para cima GARNE, E and et al, 'Spectrum of Congenital Anomalies in Pregnancies with Pregestational Diabetes', Birth Defects Res A Clin Mol Teratol. 2012 Mar;94(3):134-40. doi: 10.1002/bdra.22886. Epub 2012 Feb 28. PDF Aces. 1/1/ 2016
  18. Ir para cima BRUCK, Isac et al . Síndrome de rett relato de 7 casos. Arq. Neuro-Psiquiatr., São Paulo , v. 48, n. 4, p. 489-492, dez. 1990 . Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-282X1990000400014&lng=pt&nrm=iso>. acessos em 31 dez. 2015. http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X1990000400014.
  19. Ir para cima SILVA, Ronaldo J. M. Infecções congênitas (cap. 10) in: MELO-SOUZA, Sebastião E. Tratamento das doenças neurológicas. RJ: Guanabara Koogan, 2000
  20. Ir para cima "Fiocruz comprova relação entre zika e doença rara". Zero Hora. Consultado em 25 de novembro de 2015.
  21. Ir para cima "Para infectologista, dengue deve ter mais atenção do que Zika". Jornal do Commercio. Consultado em 22 de novembro de 2015.
  22. Ir para cima "Zika vírus já foi registrado em 14 estados, segundo Ministério da Saúde". G1. Consultado em 22 de novembro de 2015.
  23. Ir para cima "Especialistas investigam aumento de casos de microcefalia no Nordeste". G1. Consultado em 22 de novembro de 2015.
  24. Ir para cima Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Protocolo de vigilância e resposta à ocorrência de microcefalia relacionada à infecção pelo vírus Zika / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. – Brasília: Ministério da Saúde, 2015 p. 19 PDF Aces. Jan.2016
  25. Ir para cima Natália Cancian (3/12/2015). "Ministério da Saúde vai rever critério para definir microcefalia". Folha de S.Paulo. Consultado em 4/12/2015.
  26. Ir para cima http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/microcephaly/basics/complications/con-20034823
  27. Ir para cima http://www.saudemedicina.com/microcefalia/
  28. Ir para cima Microcephaly (Small Head), Cerebral Palsy and Birth Injuries Reiter & Walsh ABC Law Centers Aces. Jan. 2016]
  29. Ir para cima Mayo Clinic Staff. Microcephaly. Mayo Clinic Aces. 1/1/2016
  30. Ir para cima Beltrame, Beatriz (20 de janeiro de 2016). "Entenda o que é Microcefalia e quais são as consequencias para o bebê". Tua Saúde. Consultado em 4 de fevereiro de 2016.
  31. Ir para cima Mateen, Farrah J.. ‘Pinheads’: the exhibition of neurologic disorders at ‘The Greatest Show on Earth’. [S.l.: s.n.], 2010. ISBN 21115959



comente aqui

 
Share:

Seguidores

"Alô Negócios !!!…buscas populares"

Alô Negócios !!!…buscas populares

Health ♂ ♀ various categories - tips ♀

Health ♂ ♀ various categories - tips ♀

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."

Marcadores

academia ácido graxo ácido úrico acne acredite açúcar água água de coco ajuda álcool alcoolismo alimentação alimentar alimento alimentos alô negócios Alzheimer amor amung analgésicos anemia anestesia animações 3D ansiedade anti obesidade Antibióticos aparelho ortodôntico apnéia Apneia do sono arterioesclerose artes artistas artrite asma aspirina ataque cardíaco atualidades autismo auto-ajuda auto-estima AVC babosa bactéria bactérias barriga batida bebês beleza bem estar bexiga bile Biópsia bipolar blog boca bocadicas Brandão Brasil bullying bursite buscas populares cabeça cadastro cálcio calvície caminhada camomila campanha Campina Grande cancer câncer cardíacos cardiologista cardiovascular cardiovasculares carreira casa células celulite celulites chá verde chia CHUPETA ciática ciático ciência cientistas cigarro circulação cirurgias de obesidade cirurgias plásticas cistite Clínica colesterol coletor menstrual colo de útero coluna colunistas combater comente aqui comida compartilhe comportamento computação tecnologia computador concurso concursos congênitas conquistas constipação Contador visita. contato Contraindicações convênios copa do mundo 2014 coração corpo corrida couro cbeludo criança crônica cuidados culinária curiosidades cursor curti dedos demência dengue dentes dentista dentistas depressão dermatologista designers designs detox dia a dia dia do doador de sangue diabesidade diabete Diabetes diagnóstico diarréia dicas dicas pés dieta dietas dietética dinheiro diversas categorias diversos doação de sangue doença doenças dor dor crônica dor de cabeça dores dores de cabeça dormir downloads legais drinques drogas educação educação sexual emagrecer Endometriose engordar enjoo entretenimento envelhecimento enxaqueca epidemia ergonometria ES Escherichia coli escola Esporte esportes esportiva esquisofrenia estética estilo estômago estresse estresse e depressão Estresse...câncer exames tratamento exercício exercícios exercícios físicos facebook fale conosco Família fármacos febre de chikungunya fibromialgia filho físicos fisioterapia fonoaudiólogo força-verde Fruta Noni frutas fumantes fumar fumo futebol gel de babosa ginástica laboral ginecologia globo gripe hardware HDL helpsaude hemorróida hepatite B higiene HIV homem homenagem hormônios hormônios sexuais horta hospital HPV ideias idosos imposto de renda impotência imunidade imunização incrível infantil infarto infecção infecções infertilidade inflamação inflamações informação internacional internet introdução iPad iPhone iPod Touch jardim jogos laboratório LDL LER lesão por esforço repetitivo linfoma Linfoma Não-Hodgkin linke-me links links úteis lombalgia lombar longevidade Luiz Frizzera Borges Lula Lunette má circulação mal de Alzheimer medicamentos medicina médico médicos melancia meninas menopausa mensagem mente mentira microcefalia microsoft minha minha vida Ministério da Saúde morre mouse msn msn leucemia mulher mulheres mundo nacional nariz nervo nervo ciático nervoso neuroreabilitação Neymar Noni notícias notícias populares novidades nutrição nutricionistas nutrólogo o que é obesidade obstetrícia odontologia oftalmologista olho olhos ômega 3 oncologia orégano ossos osteoporose ovo pacientes pagerank painço papanicolau papilomavírus paralítico parar de fumar parcerias passos patologias peixe pele perda de cabelo perda de peso pés peso pintas planos de saúde PNB pneumonia politica de privacidade popular potássio povo presidente pressão pressão alta prevençao prevenção prevenir prisão de ventre processo produtos naturais professores profissões prognóstico próstata psicologia psicopata Psiquiatra psiquiatria rachaduras reabilitação receitas recorde remédio Remédios Caseiros reportagens reprodução respira respostas reumatismo reumatologia rim rins riscos rizotomia Ronaldo ronco Saiba sangue saudável SAUDE saúde saúde mental seca barriga sedentarismo seleção sem álcool sementes de melancia sexo sífilis sinais sintomas sol sono suco de uva suco emagrecedor suco saladão sucos suor superbactéria KPC teclado tecnologia tecnologias tendinite terceira idade testes tetris toc trabalho transtorno transtorno-obsessivo-compulsivo transtornos mentais tratamento tratamentos caseiros triglicérides truques turma da Mônica twitter urinária uva vacina vacinação vacinas vagas valorize verde viagem viciado vício vida vídeo vídeos violência visão Visitas online vista vitamina D vitaminas e minerais Vitória wufoo you tube youtube

destaque

Sintomas de pressão alta

 ›  Sintomas de  pressão alta Dor de cabeça e na nuca Os sintomas de pressão alta como  tontura,   visão embaçada ,  dor de cabeç...